terça-feira, 18 de outubro de 2016

vitamina C


O açúcar refinado, a farinha branca e o óleo sempre encabeçam a lista de alimentos que engordam. No entanto, recentes descobertas científicas revelam que a carência de vitamina C (ou ácido ascórbico) no organismo também favorece o acúmulo de gordura, especialmente a abdominal. Segundo a nutróloga Carol Johnston, o poder é da carnitina, uma molécula produzida pelo corpo que tem a função de combater o acúmulo de gordura, colocando-a dentro das células para que seja utilizada na produção de energia. O grande porém da história é que tal substância só consegue ser sintetizada pela vitamina C... Entendeu, o tamanho da importância de manter o estoque ideal do nutriente no organismo?

Inimigos ocultos

O colágeno e o ferro também utilizam a vitamina C na sintetização. Isso significa maior consumo do ácido ascórbico. “O problema é que se ele anda escasso no corpo, torna-se insuficiente para esse trabalho, atrapalhando o bom funcionamento do metabolismo”, diz Debora Almeida, nutricionista da rede de academias Contours (SP).

O estresse é outro “vilão” que consome a vitamina, diminuindo a sua quantidade. Explicando: o estado de alerta em que ficamos nos momentos de tensão libera o hormônio cortisol. Para se defender dele, as glândulas suprarrenais (que ficam logo acima dos rins) absorvem grandes quantidade de vitamina C. Mais: segundo o médico Mehmet Oz, pesquisador da Universidade de Columbia (EUA), essas glândulas secretam o cortisol diretamente para a gordura abdominal, aumentando o depósito de lipídeos ali. Estudos mostram que o hormônio do estresse ainda eleva os níveis de insulina no sangue, favorecendo o acréscimo de gordura, sobretudo, na barriga.

O cortisol dificulta o crescimento de massa magra (que mantém o metabolismo acelerado, queimando calorias) e também dispara a vontade de comer. “O hormônio provoca uma frequente sensação de fome como uma maneira de compensar o desgaste que o corpo sofre com o stress”, completa a nutricionista Maristela Strufaldi, da Universidade de São Paulo (USP).

Acerte a dose
Nosso corpo não produz vitamina C – ele a assimila a partir da ingestão de alimentos ricos no nutriente ou de suplementos orais (pílulas indicadas por um médico, se necessário). A melhor maneira de mantê-la em alta é comer, diariamente, em todas as refeições, itens com grandes quantidades de ácido ascórbico. Comece o dia com um suco de laranja, coma uma goiaba após o almoço e encha o prato de vegetais, como brócolis e couve, no jantar. De quebra, prevenirá problemas de coração, lesões na gengiva, tumores e outros males do envelhecimento, além de ficar menos suscetível a infecções. 


Menu vitaminado

Café da manhã
• 2 fatias de pão integral com margarina light (ponta da faca)
• 1 xíc. (chá) de leite desnatado com café e adoçante • 1/2 mamão papaia

Lanche da manhã
• 1 garrafinha (180 ml) de iogurte de morango light • 5 amêndoas

Almoço
• 4 colheres (sopa) de arroz branco
• 1/2 concha de feijão
• 1 filé médio de frango grelhado
• 3 col. (sopa) de chuchu refogado
• 1 prato de sobremesa com alface, tomate e cenoura
• 1 col. (sobremesa) de azeite para regar
• 1 laranja

Lanche da tarde
• 3 biscoitos água e sal • 1 col. (sopa) requeijão light
• 1 copo (200 ml) de água de coco

Jantar
• 3 colheres (sopa) de arroz integral
• 1 bife pequeno de carne bovina
• 3 col. (sopa) de abobrinha refogada
• 1 prato de sobremesa com alface e tomate
• 1 col. (sobremesa) de azeite para regar a salada
• 1 mexerica


A vitamina C, cujo nome técnico é ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel, ou seja, é solúvel em água. A substância foi descoberta em 1932 pelo cientista e bioquímico húngaro Albert Szent-Gyöygyi. Ela não pode ser sintetizada pelos seres humanos, sendo assim, a única maneira de obtê-la é pela alimentação.

Após ser ingerida, a vitamina C participa de diversas ações bioquímicas vitais para o organismo. Ela melhora o sistema imunológico, a pele, o humor e evita problemas oftalmológicos e derrames. O nutriente também conta com forte ação antioxidante, combatendo os radicais livres.

Este nutriente pode ser obtido especialmente em algumas frutas, como a laranja, goji berry, acerola, kiwi e goiaba, e verduras, como a couve e o brócolis.

Benefícios comprovados da vitamina C

Melhora a imunidade: A vitamina C aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico e que tem a função de combater microorganismo e estruturas estranhas ao corpo. O nutriente também aumenta os níveis de anticorpos no organismo. Assim, o nutriente ajuda a fortalecer o sistema imunológico, deixando nosso corpo menos suscetível a doenças.

Um estudo publicado no Annals of Nutrition & Metabolism observou que a vitamina C de fato melhora o sistema imunológico. Outras pesquisas também observaram os mesmos resultados.

Evita o envelhecimento da pele: A vitamina C evita o envelhecimento da pele por ser essencial para a produção natural de colágeno pelo organismo. O colágeno é uma proteína que proporciona sustentação e firmeza para a pele. Além disso, a vitamina C tem ação antioxidante, ou seja, neutraliza os radicais livres, protegendo a pele contra a degradação de colágeno.

Uma pesquisa publicada no Archives of Otolaryngology - Head com 19 voluntários observou que o uso tópico de vitamina C diminui os danos na pele causados pelo sol.

Proporciona resistência aos ossos: Isto ocorre porque a vitamina C é necessária para a produção de colágeno. Esta proteína além de ser benéfica para a pele, também proporciona resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos.

Melhora a absorção de ferro: A vitamina C aumenta a biodisponibilidade de ferro não-heme, aquele de origem vegetal, no organismo. O ferro é importante para prevenir a anemia ferroriva que causa um estado de desânimo, lentidão de raciocínio, falta de foco e sonolência acentuada. Em crianças a ausência do nutriente pode causar o retardo do desenvolvimento cognitivo.

Evita problemas de visão: A vitamina C contribui para prevenir problemas de visão em decorrência do envelhecimento. Isto porque o nutriente é um dos fatores para a prevenção da degeneração da mácula, parte da retina responsável pela percepção de detalhes. Outros nutrientes que evitam o problema são betacarotenos, vitamina E, zinco e cobre.

Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition feita com 3654 pessoas observou que consumir boas quantidades de vitamina C ajuda a prevenir o desenvolvimento da catarata.

Previne derrames: A vitamina C mantém as concentrações de colágeno e elastina, que em boas quantidades evitam a ruptura de coágulos e a formação de placas nas artérias. A ação antioxidante do nutriente também ajuda indiretamente, pois mantém a ação de óxido nítrico, substância que faz com que as artérias e veias fiquem relaxadas.

Ação antioxidante: A vitamina C é um poderoso antioxidante que combate os radicais e assim diminui os riscos de diversas doenças, entre elas o câncer e processos degenerativos associados com a idade.

Previne e melhora gripes e resfriados: Alguns estudos já apontaram que a suplementação constante de vitamina C provoca redução na duração dos sintomas do resfriado. Afinal, quando o sistema imunológico está debilitado, como em situações de gripes ou resfriados, a quantidade de vitamina C está menor e é importante fazer a reposição do nutriente.

O ideal é que a pessoa tenha sempre níveis de vitamina C adequados, assim o sistema imunológico fica fortalecido e os riscos de contrair doenças, como a gripe e o resfriado diminuem.

Um estudo da Universidade de Helsinki na Finlândia revidou outras 23 pesquisas sobre a vitamina C que envolveram mais de 6.000 pessoas no total. O levantamento concluiu que boas quantidades do nutriente no organismo fazem com que a pessoa fique resfriada por menos tempo e com os sintomas atenuados.

Benefícios em estudo da vitamina C

Diminui o estresse: A vitamina C ajuda a diminuir os quadros de estresse. Isto porque o nutriente é essencial para a produção de hormônios de resposta ao estresse como o cortisol, histamina e norepinefrina.


A laranja é uma boa fonte de vitamina C

Um estudo publicado no International Journal of Sports Medicine feito com 45 maratonistas observou que a suplementação com vitamina C ajudou a reduzir os níveis de cortisol no organismo dos atletas. Já pesquisadores da Universidade do Alabama realizaram estudos com animais e observaram que nestes casos a vitamina C contribuiu para a diminuição do estresse.

Melhora o humor: A vitamina C contribui para a melhora do humor. O benefício ocorre porque este nutriente é essencial para a produção de neurotransmissores como a serotonina, adrenalina, noradrenalina e dopamina, todos eles regulam o nosso humor.

Contribui para a queima de gorduras: A vitamina C é importante para a produção de carnitina, substância responsável pelo transporte de gorduras para serem queimadas e transformadas em energia.

Deficiência de vitamina C

Um dos problemas de saúde ocasionados pela falta de vitamina C é o sistema imunológico enfraquecido, que é caracterizado por gripes e resfriados frequentes. Outra complicação é o escorbuto, doença que provoca problemas nas articulações, inchaço, inflamações nas gengivas, perdas dos dentes, hemorragias, feriadas que não cicatrizam e sistema imunológico deteriorado, podendo em casos extremos levar até a morte.

Quando consumida nas quantidades orientadas a vitamina C não interage com outras substâncias.

Efeitos colaterais

Ao ser ingerida nas quantidades recomendadas a vitamina C não tem efeitos colaterais.
Combinações da vitamina C

Vitamina C + ferro: A presença da vitamina C melhora a absorção de ferro no organismo. Isto porque o nutriente leva à mudança do estado de oxidação do ferro, de íon férrico para íon ferroso, tornando a absorção dele mais fácil. Além disso, a vitamina C influencia no transporte e no armazenamento do ferro no organismo.

Fonte de vitamina C

As frutas e vegetais são as melhores fontes de vitamina C. Sendo que as mais ricas no nutriente são a camu-camu (fruta da Amazônia) e acerola. Além disso, o nutriente também está presente na goiaba, kiwi, morango, laranja, goji berry, cranberry e caju e em vegetais como o pimentão, o brócolis e a couve de Bruxelas.


O goji berry é a maior fonte conhecida de vitamina C

Confira o quanto consumir de cada um desses alimentos para obter as quantidades necessárias do nutriente, 90 mg de acordo com o Recommended Dietary Allowances do Governo dos Estados Unidos:

Laranja: 1 unidade e meia
Goiaba: meia unidade
Acerola: uma unidade
Pimentão vermelho: 1 unidade pequena ou 1 terço de xícara picada
Kiwi: 1 unidade e meia
Brócolis cozido: 1 xícara
Morango: 15 unidades médias
Tangerina: 2 unidades
Goji berry: 45 gramas

Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Os alimentos ricos em vitamina C devem ser consumidos preferencialmente crus, frescos e caso vá cortá-los faça isto na hora. Isto porque o nutriente oxida com facilidade quando entra em contato com o ar. Porém, após serem cozidos os vegetais ainda contém a vitamina C, apesar de em quantidade menores. A melhor maneira de cozinha-lo é no vapor, pois quando ele é cozido na água a perda do nutriente é maior.

Quantidade recomendada de vitamina C

De acordo com o Institute of Medicine a orientação do consumo de vitamina C por faixa etária e gênero é:
-7 a 12 meses: 50 mg
-1 a 3 anos: 15 mg
-4 a 8 anos: 25 mg
-9 a 13 anos: 45 mg
-Mulheres de 14 a 18 anos: 65 mg
-Homens de 14 a 18 anos: 75 mg
-Mulheres a partir de 19 anos: 75 mg
-Homens a partir de 19 anos: 90 mg
-Grávidas menores de 18 anos: 80 mg
-Grávidas maiores de 18 anos: 85 mg
-Lactantes menores de 18 anos: 115 mg
-Lactantes maiores de 18 anos: 120 mg

O uso do suplemento de vitamina C

A suplementação de vitamina C é recomendada quando a deficiência do nutriente é identificada e não é possível supri-la com a alimentação. Esta suplementação deve ser recomendada após a avaliação de um nutricionista ou médico e precisa ser acompanhada por este profissional.

A vitamina C é encontrada principalmente em frutas, verduras e legumes. Caso a pessoa não ingira esses alimentos é importante que ela busque a orientação de um médico ou nutricionista, pois é possível que ela necessite de suplementação.

Riscos do consumo em excesso de vitamina C

Para que ocorram problemas com a vitamina C é preciso ingerir quantidades superiores a 1 grama por dia por um longo período. Chegar a esses valores por meio da alimentação é muito difícil, portanto o principal problema dos excessos são os suplementos.

Alguns especialistas da saúde defendem que o excesso da vitamina C pode sobrecarregar os rins e assim aumentar as chances da pessoa desenvolver cálculos renais. Outros profissionais acreditam que este problema não ocorre.

FONTE

http://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/17559-vitamina-c-melhora-a-imunidade-e-diminui-o-estresse

http://anamaria.uol.com.br/noticias/dieta/vitamina-c-elimina-ate-6-kg-em-10-dias.phtml?cmpid=fb-uolmul#.WAYZJIMrLIU

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Leite de Inhame




O leite ou extrato de inhame constitui um ingrediente que não pode faltar na Culinária Funcional, para ser utilizado no preparo de diversos sucos, vitaminas e outros pratos que, além de nutritivos e saborosos, protegem o organismo contra doenças.

Atualmente, o inhame é recomendado no tratamento de doenças, como reumatismo, artrite, artrose, ácido úrico elevado, sinusite, dengue, febre amarela viroses, micoses e hemorroidas, deixando bem claro que suas Propriedades Terapêuticas vão muito além de beneficiar mulheres em Menopausa.

As Propriedades Nutricionais, Funcionais e Terapêuticas desse tubérculo foram bem detalhadas em https://goo.gl/VRvydO, destacando-se: a presença de vitaminas, minerais fibras solúveis e fitoquímicos, como o betacaroteno (potente agente antioxidante) e o fito-hormônios.

APLICAÇÕES MEDICINAIS DO INHAME

O inhame contém ácido oxálico, uma substância química também presente em alimentos como a beterraba, o espinafre e diversos outros. Contudo, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, esse ácido não é tóxico e não prejudica a Saúde Humana.

Quando o alimento é COZIDO, esse ácido não é totalmente eliminado, mas tem seu teor bem reduzido, o que pode suavizar essa "sensibilidade" (alergia) apresentada por alguns indivíduos.

O importante é que, seja consumido CRU (https://goo.gl/IghxEW) ou COZIDO, o inhame auxilia no combate às inflamações e infecções, fortalecendo o organismo para o combate às doenças. Assim, o inhame melhora a atuação do Sistema Imune e a Qualidade do Sangue, graças aos seus poderes depurativo e desintoxicante: altamente recomendado na prevenção de doenças como dengue, malária e febre amarela.

Realmente, o inhame auxilia na eliminação das toxinas do sangue, as quais são excretadas, através da pele, dos rins e do intestino, comprovando a afirmação da cultura popular que diz: “o inhame limpa o sangue”. Isso pode ser comprovado através do uso do Emplasto de Inhame e do Leite de Inhame.

1. EMPLASTRO DE INHAME - a Medicina Natural afirma que o emplasto de inhame (https://goo.gl/b9ngjP) puxa tudo: furúnculos, abcessos, quistos sebáceos, verrugas, espinhas insistentes, unhas encravadas, farpas ou cacos de vidro que entram nas mãos ou nos pés, além de desinflamar cicatrizes, eliminar o sangue pisado de contusões, abscessos e tumores e “agir” para baixar a febre. Durante muito tempo, o emplasto de inhame foi empregado no tratamento contra Sífilis.

2. EXTRATO OU LEITE DE INHAME - como: os leites de cereais, sementes e oleaginosas, a biomassa de banana verde e muitas farinhas de cereais, hortaliças e frutas, constituem verdadeiras joias da Culinária Funcional. Esse extrato pode ser consumido em sucos e vitaminas, que além de nutritivas e saborosos, protegem o organismo contra doenças.




FONTE

https://www.facebook.com/mgtnutri/

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Chá Preto


Mais de 90% de todo o chá vendido no Ocidente é o Chá Preto. Todas as quatro variedades de chá (Preto, Chá Verde, Chá oolong, Chá Branco) são feitos de folhas da planta Camellia sinensis, o Chá Preto, geralmente tem mais sabor e cafeína do que os outros. Porque o chá preto mantém o seu sabor durante vários anos, ele tem sido um artigo de comércio e ainda serviu como uma forma de moeda em partes da Ásia no século 19.

Hoje, a Índia, China e Sri Lanka são os maiores produtores mundiais de Chá Preto. Na produção, as folhas ficam espalhadas em prateleiras e soprado com ar para remover cerca de um terço de sua umidade e torná-las flexíveis. Em seguida, eles são enrolados em torno de quebrar suas paredes celulares e liberar os açúcares necessários para a fermentação. Para promover a fermentação são mantidos em um ambiente altamente úmido, que transforma as folhas escuras e desenvolve sabor forte do chá preto. Finalmente, as folhas são secas e enviados para todos os cantos do mundo. Então vamos logo ver os benefícios do chá preto para saúde!


Benefícios do Chá Preto Para Saúde Cardiovascular: O Chá Preto é rico em antioxidantes, tais como os flavonóides que demonstração ser benéfico em impedir a oxidação de colesterol LDL ( ruim), e na prevenção de danos na corrente sanguínea e na parede das artérias e na diminuindo o risco de doença cardíaca. Além disso, os flavonóides demonstrou-se que são capazes de melhorar tanto a vasodilatação coronária e reduzir a formação de coágulos. O Manganês do Chá Preto ajudam a reduzir o risco de doença cardíaca coronária, ajudando a função do músculo cardíaco.

Chá Preto Ajuda na Prevenção do Câncer: O Chá Preto é rico em polifenóis que ajudam na prevenção da formação de potenciais agentes cancerígenos no corpo, especialmente em certos tipos de câncer, como de ovário, pulmão, próstata, colo-retal e de bexiga. Outros estudos revelam que o Chá Preto podem ajudar a prevenir câncer no estômago, próstata e câncer de mama. Um composto no Chá Preto chamado TF-2 faz com que tais células cancerígenas entram em apoptose (morte celular programada), enquanto as células normais não são afetados. Um estudo sobre o câncer bucal mostrou que o consumo de Chá Preto podem reduzir significativamente o risco de câncer oral, particularmente naqueles que fumam cigarros e usar outros produtos do tabacos.

Benefícios do Chá Preto Para a Pele e o Cabelo: Os antioxidantes no Chá Preto ajudam a manter a sua pele limpa e longe das terríveis acne, e em alguns casos têm demonstrado que funciona igualmente, como o peróxido de benzoíla, que é usadas em vários produtos pra pele.

Benefícios do Chá Preto Para os Ossos: Estudos realizados mostraram que o Consumo de Chá Preto muito benéficos para os ossos e os tecidos Conjuntivos.

Benefícios do Chá Preto Para Saúde do Aparelho Digestivo: Os taninos do Chá Preto tem um efeito terapêutico em doenças gástricas e intestinais e torna-se uma grande ajuda para o aparelho digestivo, usado na China há milhares de anos. Estes taninos diminuir a atividade intestinal e exerce um efeito antidiarreico. Os polifenóis do Chá Preto tem demonstrada ter um efeito nas inflamação intestinal sofrida pelas pessoas que sofrem de doenças como a síndrome do intestino irritável.

Benefícios do Chá Preto Para Cérebro e o Sistema Nervoso: Ao contrário do Café que possuir um altos níveis de cafeína, os valores são mais baixos no Chá Preto que promove o fluxo de sangue no cérebro, sem super estimular o coração. A cafeína no chá preto afia o foco e concentração mental. Estudos mostram que a L-teanina que é um aminoácido encontrado no Chá Preto podem ajudar a relaxar e concentrar-se mais plenamente nas tarefas. O Chá Preto tem mostrado que reduzem os níveis de cortisol, o hormônio do estresse depois de um mês de consumo, com cercar de quatro xícaras de chá por dia. A cafeína no Chá Preto podem também dar a sua memória o impulso que necessita por algumas horas e alguns estudos sugerem que um hábito regular de chá podem ajudar a proteger contra a doença de Parkinson.

Chá Preto Aumenta os Níveis de Energia: O Chá Preto possui uma pequena quantidade de cafeinas, a cafeinas com moderação podem ser benéficos, pois estimula o metabolismo, aumenta a função do cérebro e auxilia o estado de alerta. A cafeína no chá age mais como um estimulante sutil, tendo mais do que alguns minutos para fazer efeito. Este efeito é por causa de um composto que se encontra apenas no chá, teofilina. Embora a cafeína seja o alvo principal no cérebro e nos músculos, teofilina estimula o sistema respiratório, coração e rins. Isto ajuda a manter um sistema cardiovascular saudável.

Benefícios do Chá Preto Para Saúde Bucal: Estudos realizados mostraram que os antioxidantes catequinas do Chá Preto, podem ajudar a reduzir o câncer oral. Os Polifenóis e o tanino encontrados no Chá Preto são como antibióticos, e os polifenóis ajudam a manter sob controle as bactérias que causam o mau hálito.

Chá Preto melhora o Sistema Imunológico: o Chá Preto é rico em substâncias chamadas “taninos”, os estudos têm mostrado ter a capacidade de combater vírus como a gripe, disenteria e hepatite. Um tal tanino chamado “catequina” ajuda a suprimir tumores. O chá preto também contém antígenos que ajudam a aumentar a resposta imune.

FONTE

http://www.saudedica.com.br/os-9-beneficios-do-cha-preto-saude/